Sinta as possibilidades

Quando estamos por empreender alguma coisa, temos a exata sensação de que vai dar certo.

Sinta as possibilidades, e a energia que brota daquilo que está por empreender, e deixe essa energia te estimular a dar o melhor de si nessa empreitada.

Ao sentir que é possível realizar, você está a meio caminho, o resto é tocar adiante, realizar as tarefas uma a uma.

O resultado final é composição de cada pequena tarefa, e não devemos descuidar de nenhuma, por mais simples que seja.

Quando raciocinamos, avaliamos, priorizamos, planejamos e damos condições práticas para que realizemos o intento.

Quando sentimos a possibilidade, nós nos engajamos, nos motivamos e colocamos o nosso coração no projeto.

Perceba a visão, o propósito o sentido naquilo que está fazendo.

A beleza naquilo que faz:

Sinta a beleza nas suas tarefas, mesmo aquelas mais simples.

Se dê conta de que você nunca está sozinho. Há sempre uma proteção Superior.

Quando pensamos na possibilidade, não descartamos as inúmeras dificuldades que vamos encontrar no caminho. O entusiasmo e a motivação nos colocarão em forma e prontidão para enfrentar o que vier.

As coisas podem se mostrar especialmente difíceis, e é preciso humildade para pedir ajuda e aceitar ajuda quando necessário.

A maior parte dos projetos não chega ao final com resultados adequados por duas razões: nós nos colocamos de maneira muito prepotente diante das empreitadas, e ainda menosprezamos as dificuldades. Ambas as razões foram brilhantemente apontadas por Daniel Kahneman que ganhou o Nobel de Economia.

Temos que acreditar nas nossas capacidades, mas não podemos inflá-las ou vamos dar com os burros n’água.

Devemos enxergar as possibilidades de vencer as adversidades, mas minimizá-las não vai facilitar as coisas.

Acredite em si mesmo e seja honesto nas suas avaliações e tudo vai dar certo.

R.S. Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta