Simplifique a sua vida.

Simplifique a sua vida em tudo que puder.

Isso não quer dizer tirar o prazer de viver, mas sim evitar sobrecarregar os compromissos sociais e exagerar no consumo de tudo.

A correria do dia-a-dia, a agenda cheia e um estilo de vida sofisticado pode não deixar tempo nem tranquilidade para se dedicar a si próprio.

O prazer de viver pode estar nas coisas simples.

O perfume de uma flor, o sorriso de uma amiga, um momento para respirar fundo e apreciar uma paisagem bonita.

A vida pode se tornar um processo complexo se abrirmos mais frentes que conseguimos tocar, assumimos mais compromissos que o nosso dia permite e estocamos mais coisas que conseguimos consumir ou utilizar.

As pressões, os problemas, as expectativas e as oportunidades, trazem interações e compromissos, nos levam ao estresse, falta de tempo, desarmonia, frustrações, e infelicidade.

Dedique menos tempo:

– escolhendo coisas e adquirindo novos hábitos de consumo;

-atendendo a compromissos fúteis;

-preenchendo tabela e coisas protocolares;

-atendendo a compromissos onde não está o seu coração;

-correndo atrás do dinheiro.

Dedique mais tempo:

-melhorando as relações;

-organizando as coisas em seu ambiente – casa/trabalho;

-atividades realmente prazerosas;

-relaxamento, e o prazer de não fazer nada;

-vivendo o momento presente;

-exercitando a sua generosidade.

Para quem quer explorar mais maneiras de tornar a vida simples, vale a pena ler a postagem de Leo Babauta no seu excelente blog ZenHabits.

Passe adiante.

Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta