Serenidade na maneira de falar

Serenidade na maneira de falar

Nós nos metemos em tantas confusões simplesmente pela maneira de falar, às vezes agressiva, e muitas vezes inflexível e prepotente.

Às vezes, os temas não são polêmicos, mas a maneira como colocamos, os tornam conflituosos, polêmicos, trazendo para a discussão muita má vontade e impossibilidade de convergência.

Dependendo da maneira como você fala, a outra pessoa pode entender uma coisa totalmente diferente. O conteúdo verbal é uma coisa, e a comunicação não verbal é outra.

Comunicação:

Você quer dizer uma coisa, mas a outra pessoa pode entender que você quer outra.

Você pode querer o entendimento, mas a sua linguagem pode apontar para o conflito e o antagonismo.

As mensagens erradas conduzem a desconforto e infelicidade.

Seja claro na comunicação, evitando ênfases erradas.

A resistência, a negação, a defensiva, o medo, tudo isso pode surgir numa relação de maneira involuntária, sem que você queira que aconteça.

Preste muita atenção na maneira como você fala. Se você quer ser agradável, não faça troça com os outros.

Não pegue no pé quando você quer se aproximar. Tem gente que faz uma brincadeira sem graça pensando em se tornar mais íntima, e o resultado é justamente o contrário.

Quando falamos com as crianças ou bebês, o cuidado tem que ser redobrado, pois os bebês aprendem, antes de qualquer coisa, a reconhecer fisionomias amigas e inimigas.

Quando falamos com os bebês, eles não entendem as palavras, mas captam o tom de voz, as expressões e o ritmo da canção nas frases.

E nisso está um universo imenso da comunicação.

O cuidado na maneira como falamos não é de maneira alguma desprezível.

Quando a discussão é ideológica, é muito fácil ofender ou mesmo responder com grosseria. Vá com calma.

Para as situações desconfortáveis, onde cabe um comentário, há uma maneira adequada de falar. É muito fácil ser indiscreto em tais situações. Aprenda como fazer.

Olha como fala.

 Rubens Sakay (Beco)

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta