Seja verdadeiro consigo próprio.

Examine o que anda se dizendo, que desculpas dá a si próprio.

Seja honesto consigo próprio e oriente a sua vida para aquilo que realmente vai te fazer feliz.

Pegue um assunto de cada vez, por exemplo o relacionamento amoroso.

Faça um balanço:

Faça um exercício de compenetração sobre essa área da sua vida, o que está bem, o que está mal, o que você vai fazer a respeito. Pense com honestidade, afaste as desculpas esfarrapadas.

Esse exercício exige tranquilidade, portanto, deixe um tempo bom e tranquilo para uma reflexão sem interrupções.

Seja específico na sua análise e limite a sua mente para que ela não saia navegando por coisas que não estão em questão.

Mantenha uma perspectiva realista. Ao pensar no seu relacionamento, não fique imaginando uma relação de principe/princesa, afinal, a vida real é bastante diferente.

Eu gosto muito de escrever sobre as coisas e sei que ajuda muito. Escreva sobre suas conclusões.

Positivos e negativos:

Considere os pontos positivos e negativos. Nem tudo é completamente negativo.

Importante – não se deprecie – se dê o valor que merece.

Defina metas, defina aprimoramentos que quer empreender.

Considere as oportunidades reais.

Desconsidere as ameaças virtuais.

Pense o seu próprio bem. Cuide bem de si.

Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta