Seja autêntico.

Rosey Grier

Seja você mesmo.

Muitas vezes nos cerceamos de fazer coisas que apreciamos muito, só porque não achamos que fica bem, ou porque alguém vai fazer um comentário negativo.

Tenho sempre em mente o exemplo de Rosey Grier. Ele foi um jogador de futebol americano, ídolo de seu tempo, e temido pelos adversários nos tempos que defendeu o L.A. Rams.

Ao se aposentar das quadras, Grier foi guarda costas de Robert Kennedy durante a campanha presidencial, e ressente de não ter podido evitar o assassinato, enquanto estava guardando a esposa de Kennedy.

Grier comandou programas de televisão, gravou discos, apareceu em filmes, mas a coisa que mais me chamou a atenção, foi a paixão que tinha pelo tricô.

Ele poderia muito bem ter deixado essa paixão guardada pelas paredes do lar, mas foi muito adiante. Ele editou um livro: tricô para homens, que é a ilustração da postagem de hoje.

A sua imagem está sempre associada ao gigante que foi nas quadras, e a candura pessoal, o que lhe rendeu o nome de Gigante Gentil – Gentle Giant, o título de sua autobiografia.

Sinto nessa história, o chamado pela autenticidade, seguir aquilo que é a nossa cara, aquilo que adoramos fazer, mesmo que não seja muito usual e comumente aceito como coisa de homem.

Tanta gente se realiza fazendo coisas inusitadas. Ken Robinson no seu livro O Elemento cita um grande número de casos conhecidos de pessoas que, a exemplo de Grier, se realizou em coisas significativamente apartadas da sua ocupação original. Um caso clássico é do médico Khaled Hosseini, que realizou o seu sonho, hoje reconhecido no mundo inteiro, de escritor de ficção. Uma obra bastante conhecida no Brasil é : O Caçador de Pipas.

Preste atenção na sua roda de amizades, quanta gente faz coisas interessantes e muitas vezes inesperadas. Acredito nisso, a realização da autenticidade de cada um.

Valorize as suas preferências, o seu talento.

Faça o que lhe confere autenticidade.

Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta