Segure a onda.

Usamos muito esse termo – segure a onda, é claro que tem outra conotação.

Na verdade, fisicamente não conseguimos segurar a onda.

Imagine você na praia em meio às ondas. Você quer estar pra baixo quando ela quer te levar para cima, ou vice versa – um esforço inútil.

No entanto, podemos aprender a surfar e assim parar de brigar com a onda.

Surfando, não só permitimos que a onda nos conduza pelo trajeto, quanto conseguimos avançar, ir para frente.

Dificuldades:

Metaforicamente, a onda pode representar um montão de coisas, dificuldades enormes, perdas que não conseguimos aguentar.

Quando a coisa é pesada demais, nos sentimos impotentes e é exatamente o que somos. Fisicamente, não conseguimos segurar – nos rendemos.

Quando nos rendemos e deixamos ir, aí sim é que conseguimos surfar, deixar que a onda nos leve, com gentileza, com serenidade.

Certas coisas nos pegam pra valer. Ficamos acabados, nos fazemos de vítimas e saímos culpando Deus e todo mundo.

Deixar ir, é surfar na onda, parar de resistir, especialmente quando nos sentimos exauridos.

Impotentes:

Há tanto coisa na vida contra a qual somos mesmos impotentes.

Somos impotentes perante a morte, pra começo de conversa.

Somos impotentes quando nos enveredamos por querer controlar as outras pessoas.

Somos impotentes frente ao tempo.

Deixar ir, e olhar a realidade com serenidade, não é largar de mão, abandonar, e surfar na onda da vida.

Não lute contra aquilo que não tem controle, mas aprenda a surfar na dificuldade.

Deixe que a dificuldade te conduza para uma aprendizagem, uma situação melhor.

Beco

1 Comentário

Diana

about 5 anos ago

Linda mensagem para começar uma ótima sexta-feira!!! obrigada Dá até para sentir-se mais leve... ;)

Responder

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta