Se ligue nas pessoas.

Rolodex

Percorra o seu rolodex agenda mental, e se lembre das pessoas com quem você não fala há tempos, mas que gosta muito.

Antes de mais nada, para as pessoas com menos de cinqüenta anos de idade, coloquei a figura do rolodex, agenda de telefones e endereços em forma de rolo.

Ligue para uma pessoa que te faz sentir bem. Evite por uns tempos as pessoas negativas, que reclamam constantemente da vida, que falam mal dos outros, fazem fofoca, e só falam de coisas materiais. Contate os seus amigos em busca de uma conversa leve, amigável e honesta.

Busque os amigos que compartilham interesses comuns. Troque informações e percepções, seja de música, cinema, culinária. Mantenha uma rede boa de amizades e contatos. Quando os tempos ficam nublados, uma saída para jantar com amigos é sempre uma distração. Se este amigo for um confidente para as suas coisas pessoais, melhor ainda.

Um artigo interessante do The Guardian discute esse aspecto do contato pessoal e redes sociais na realidade britânica, lançando uma preocupação de que as pessoas não se encontram mais.

O artigo – Fromm me to you – faz alusão à Eric Fromm e seu livro The Sane Society escrito em 1955.

 Diz o artigo que, se queremos uma sociedade onde a amizade verdadeira floresça, precisamos mais do que um teclado e um mouse e acesso às redes sociais – precisamos uma mudança radical na sociedade.

Fromm aborda no livro citado, mais os aspectos do capitalismo e a dissociação do homem da sua realidade. Ele explica que a perda da fé do homem leva à sociedade insana.

Outro ponto que faz a sociedade insana de Fromm é a alienação do homem na desenfreada sede de consumo de qualquer natureza.

A referência do The Guardian foi tão longe no passado que resolvi desenterrar o rolodex, que pode simbolizar o contato pessoal, ao invés de centenas de contatos nas redes sociais.

Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta