Se inspire nos bons exemplos

Esteja com a mente aberta para perceber o bom nas pessoas, perceba as ações virtuosas e se inspire, tome como exemplos.

Quanta gente boa cruza o nosso caminho e quantos eventos que tocam o nosso coração, pessoas generosas, pessoas necessitadas e ajudas inesperadas. Como muita frequência nos deparamos com fatos que trazem à tona essa natureza humana tão virtuosa. Uma natureza  pronta para fazer o melhor, ajudar pretensiosamente, socorrer alguém em perigo.

Sim, temos uma natureza boa que temos que fazer transparecer. Somos seres gregários e gostamos de estar de bem com os outros. Temos que valorizar as nossas interações com outras pessoas, trazer o nosso melhor.

Nos sentimos bem quando vemos pessoas serem tratadas com generosidade e afeição. Por outro lado, nos sentimos incomodados quando pessoas são maltratadas e injustiçadas na nossa frente. Mesmo que ninguém nos tenha ensinado, isso brota da nossa capacidade e herança genética, somos assim constituídos por milhões de anos de evolução.

Temos que agir nesse tom, de maneira harmoniosa, com o nosso coração.

Nosso cotidiano:

O nosso cotidiano pode nos mostrar o caminho da competição, do status social e da corrida para acumular mais bens, mesmo em detrimento de outras pessoas. Mas temos que nos controlar, modular, moderar e fazer isso de maneira generosa, amigável e mais humana. Não devemos negar a nossa natureza benevolente.

Aquele que se envereda pelo mundo materialista como se este fosse a única verdade, pode se arrepender ao chegar ao final do percurso. O destino atingido pode ser indesejável.

Podemos e devemos aprender com os bons exemplos, agir inspirados pela melhor atuação humana.

Devemos aprender a agir de maneira adequada com aqueles que nos cercam no cotidiano, os amigos e familiares, tratando-os com dignidade, reconhecendo a individualidade de cada um, sem se intrometer, julgar ou criticar sem qualquer motivo construtivo.

As pessoas boas se cercam de pessoas boas, e queremos que esse contágio maravilhoso aconteça com cada um.

Rubens Sakay (Beco)

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta