Como não deixar o tédio e cansaço levar a paixão

Como não deixar o tédio e cansaço levar a paixão

A vida tem que ser vivida com paixão, afinal, a paixão é o tempero da vida.

Se entregue com paixão a um novo amor, uma nova amizade, um novo emprego.

Enquanto estiver conduzindo um projeto, faça da melhor maneira e de maneira apaixonada.

Muitas vezes começamos alguma coisa entusiasmados, apaixonados pela empreitada, mas com o tempo vamos perdendo aquela paixão, vamos perdendo o pique.

No começo, ficamos encantados com a perspectiva de um resultado glorioso lá no final, lá na chegada. Ao longo do trajeto, ficamos cansados com o esforço e entediados com a as tarefas rotineiras.

Paixão inicial:

Onde ficou aquela paixão inicial?

Uma das causas é porque perdemos do ângulo de visão daquela beleza no final do trajeto.

Precisamos recuperar isso em tudo que fazemos.

Precisamos levantar o olhar e admirar novamente aquela visão inspiradora e apaixonante.

Isso vale para a relação conjugal, vale para a criação dos filhos, para o trabalho, para o estudo, para qualquer projeto na vida – não devemos perder o nosso ar apaixonado.

Tire por um momento a sua atenção no esforço diário – levante o seu olhar, a sua atenção para o resultado final que você imaginou.

Faça um diálogo consigo mesmo – essa tarefa tem significado porque se junta com outra tarefa e mais outra que leva ao resultado final fantástico vislumbrado lá no início.

Faça os seus olhos brilharem novamente como no princípio.

Relembre também o impacto que esse projeto terá em outras pessoas – quanto importante é o projeto de maneira geral – não só pra você, mas para a comunidade, para a sociedade e quem sabe para a humanidade.

Ame de paixão a vida e tudo que faz.

Rubens Sakay (Beco)

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta