Respostas prontas e desatualizadas para tudo.

Não sei de tudo, e não sou o sabichão, o oráculo do saber.

Tenho que abandonar as respostas prontas para tudo, pois elas podem muito bem estar desatualizadas.

Tenho que manter a mente aberta, aprender mais e discursar menos.

Muita coisa para dizer, pouca coisa para aprender – tenho que me habituar ao modo de aprendizagem.

Quando estamos prontos para falar, com as palavras engatilhadas na ponta da língua, já não estamos ouvindo mais, não estamos assimilando nada do que está sendo dito.

Aprendizagem:

Aprender com os outros é algo fantástico, não é possível saber de tudo, e tem sempre alguém que vai te ensinar justamente aquilo que você está precisando.

Maximize a sua aprendizagem, aproveitando bem cada oportunidade.

Não se contente com aquilo que sabe hoje – há um mundo de coisas novas e atualizadas para se conhecer.

Temos tanta coisa na nossa mente que julgamos consolidada, livre de qualquer transformação e isso se torna uma barreira para novas ideias.

Se deixe e se faça um pouco vulnerável com as suas ideias – deixe que elas sejam refutadas e questionadas.

Se você estiver certo, muito bem – se estiver errado, mais uma coisa nova que acabou de aprender.

Quanto mais aprendemos, mais podemos ensinar e compartilhar.

Seja sempre honesto na troca de informações e conhecimentos.

Duas pessoas se encontram, e cada uma traz uma ideia, e ao trocar as ideias, cada uma sai com duas.

Puxe um pouco os seus limites do conhecimento.

Aguce os seus sentidos para novas informações.

Aprenda com pessoas diferentes – abordagens e pontos de vista diferentes. Pessoas com estilos de vida diferentes caminham por experiências diferentes e acumulam conhecimentos diferentes dos seus.

Esteja aberto, saia da zona de conforto do conhecimento, se livre da insegurança e esteja pronto mais para ouvir do que para falar.

Converse com as pessoas de igual para igual. Deixe um pouco de lado o seu status e sua capacidade de argumentação.

Faça um pouco hoje e mais um pouquinho amanhã.                                                                                             R.S. Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta