Resolva os problemas um de cada vez.

Quando nos mantemos concentrados em todos os problemas, temos dificuldades em enxergar a saída para qualquer um deles. Devemos reconhecê-los, eleger as prioridades e manter uma distância espiritual ou emocional deles todos. É como se fizéssemos um inventário dos problemas que temos para resolver e colocássemos todos em uma caixa para tirarmos um de cada vez para resolvê-los. Uma coisa de cada vez.

Temos muitos problemas, quem não os tem.

Mas também não precisamos resolvê-los todos hoje.

Não procure problemas onde não existe, não imagine os problemas.

Não assuma os problemas de outras pessoas.

Não leve os problemas para a cama, seja para se agitar ou para repousar.

Não envolva as outras pessoas nos seus problemas particulares desnecessariamente. Mantenha a sua privacidade.

Comece resolvendo os problemas de ordem prática. Pode ser a saúde, pode ser as finanças, ou mesmo o relacionamento amoroso.

E quando for discutir com alguém a solução para seus problemas, não misture tudo como num liquidificador, assim fica difícil alguém te ajudar.

Não coloque tudo no mesmo saco. Primeiro as primeiras coisas. Há sempre uma ordem de prioridade – siga.

Mesmo quando o problema é complexo, veja se consegue dividi-lo em pequenas partes e tente resolvê-lo por partes.

Sobretudo, mantenha a calma e a serenidade.

Uma mente desesperada é também uma mente confusa e desorientada.

Traga luz para os seus problemas.

Aceite ajuda quando for o caso.

Você nunca está só. Acredite numa Força Superior.

Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta