Reagindo rápido demais.

Reagimos rápido demais e depois nos arrependemos.

Já comentei sobre o comportamento do bateu-levou.

Num extremo do comportamento está a total apatia, sem reação qualquer aos eventos da vida.

No outro extremo está a reação exagerada e apressada.

Devemos sim reagir ao que nos toca, ao que acontece conosco, mas precisamos de um tempo e serenidade para que a nossa reação seja adequada.

Reações negativas:

Uma reação apressada pode vir carregada de raiva, rancor, otimismo desenfreado e pode levam a decisões nem sempre adequadas.

Há pessoas que não conseguem ficar sem dar o troco imediatamente. Mal digeriram a mensagem já saem retrucando.

E assim fazem nas ações e decisões.

Isso acaba sendo um mar de arrependimentos.

Ações que levam a resultados desastrosos e inconsequentes.

Reações que acabam rompendo relacionamentos preciosos e distanciamento de pessoas queridas.

Reações rápidas:

Reagir rápido demais a tudo que acontece, no geral, não é bom.

Para isso, precisamos sempre da serenidade para clarear a nossa visão, nos mostrando aquilo que é pertinente e o melhor caminho a seguir.

Há que se exercitar a paciência.

Nem tudo precisa ser feito agora, neste exato momento.

Se dê um tempo para pensar e refletir sobre a situação.

Quando o problema for pesado, e a situação permitir, deixe passar uma noite.

Após uma noite bem dormida, muita coisa se torna mais clara.

Não quero com isso dizer que devemos procrastinar os problemas, mas a serenidade é fundamental.

Rubens Sakay (Beco)

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta