Quero a paz de novo.

Se você já teve a paz consigo, porque a perdeu?

O que foi que isso aconteceu?

Eu posso imaginar – problemas demais – crises no trabalho – crises na família – crises conjugais.

É muito fácil se perder nesse cotidiano frenético. Corremos atrás das nossas realizações profissionais, os prazos, as metas e atender as expectativas de todos. Acaba virando um inferno.

Queremos um pouco de paz, mas ela nos escapa como peixe ensaboado. Quando achamos que temos um instante, um telefonema irritado nos faz o sangue ferver.

Eu quero a paz.

Um bom começo e reduzir drasticamente o nível dos compromissos. Isso vai te matar nem vai matar os seus negócios – você não vai ser demitido. Simplesmente não assuma coisas que não são de sua responsabilidade e estão fora do seu alcance. Você não pode tudo.

Reduza as suas expectativas com os outros e consigo mesmo.

Aceite os resultados, mesmo que não for uma perfeição.

Aceite as pessoas – você simplesmente não vai mudá-las.

Reduza os relacionamentos, e isso não quer dizer se desfazer dos amigos. Às vezes nos metemos em tantos compromissos sociais e achamos que estamos com os amigos, mas são compromissos que podemos declinar.

Se quiser dedicar mais tempo para algo que lhe dê paz:

-trabalhe para resolver um problema de relacionamento crônico;

-peça desculpas e conserte algo que ficou mal arrumado com alguém;

-dê um freio nos gastos e arrume suas finanças;

-Se desconecte de tanta notícia ruim – pare de assistir a TV por um tempo;

-se programe melhor – cuide melhor do seu tempo.

Tenha mais tempo para si mesmo – a paz está dentro de você.

Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta