Quem disse que seria fácil?

Ninguém nos disse que seria fácil.

A vida, já no começo foi um parto. Sei que foi difícil para minha mãe, mas vir ao mundo é um ato de sofrimento também para quem nasce.

Lutamos para ter, para aprender, para escolher e para alcançar o nosso bem-estar.

Mas no final, a vida é boa, e ela já é boa com tudo que temos agora.

Adversidades fazem parte importante da nossa vida, pois é com elas que aprendemos e nos fortalecemos.

Aprendizado:

Para tirarmos o maior proveito das circunstâncias, devemos compreender essa nossa condição de eterno aprendiz.

E para aproveitarmos a vida plenamente, temos que estar focados no momento presente.

É agora que as coisas acontecem, é no presente que nos transformamos e usufruímos de tudo que a vida nos contempla.

A vida não é fácil, já sabemos e aceitamos.

Mas temos ciência da nossa capacidade, da nossa resiliência.

Sabemos que podemos nos recobrar dos reveses da vida e ainda assim sair fortalecido.

Não adianta sentir inveja pela vida afortunada dos outros. A comparação é inútil, improdutiva e equivocada.

A vida não é fácil para ninguém:

Aqueles que foram premiados por zero problemas também foram premiados por zero aprendizagem e zero crescimento.

Que prêmio é esse?

A vida é crescimento, e o que nos mantém seguindo é a noção de que seremos melhores, um dia de cada vez.

Não quero ser perfeito, pois aprendi que a perfeição é uma noção perversa.

Quero apenas ser amanhã, uma versão melhorada do eu hoje.

Não desejo ficar livre dos problemas pois eles representam o estimulo para que eu melhore.

Peço sim, coragem para enfrenta-los, e nunca perder a alegria de viver.

Beco

1 Comentário

Jéssica

about 5 anos ago

Belo post Rubens, obrigada.

Responder

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta