Queixar-se de tudo.

Há períodos na vida que ficamos enjoados, chatos, se queixando de tudo.

Fica um gosto azedo na boca, e a vida, mesmo que boa, parece mal acabada, mal encaminhada.

Devemos sempre ficar atentos se não estou entrando nessa situação.

Lauren Stewart:

Segundo Lauren Stewart, mesmo as pessoas felizes reclamam e se queixam, e isso pode acontecer despercebidamente.

É mais fácil se queixar do que assumir uma posição e resolver o problema.

Muitas queixas gravitam em torno de uma postura negativa de uma mente povoada por pensamentos negativos.

Exige um bocado de prática para focar a nossa atenção mais nas rosas e menos nos espinhos.

Outro ponto importante para praticar com diligência, é se livrar de tantos julgamentos. Dar menos de juiz do mundo.

Uma última recomendação de Lauren: antes de abrir a boca, se pergunte – você prefere ser uma pessoa alegre e feliz ou uma pessoa resmungona?

Queixas:

Muitas queixas denotam pouca aceitação, uma vontade de mudar o mundo, enfim, um descontentamento total com o mundo e com a vida.

Aceite a responsabilidade para mudar aquilo que está ao seu alcance. Não faça corpo mole. Se você quer um mundo melhor, faça a sua parte.

Vale à pena repassar a oração da serenidade para lembrar que muito da nossa felicidade está associada à aceitação.

Outro aspecto importante é reduzir a nossa prepotência, deixando de lado aquele papel negativo que temos o hábito de desempenhar, sabemos de tudo, temos a verdade sobre tudo e sabemos como as coisas devem ser conduzidas.

Olhar o lado positivo das coisas é fundamental.

Ao invés de olhar o que está errado, olhe o que está certo.

Pese na balança tudo que acontece de certo, justo e bom, e contraste coma aquilo que acredite ser incorreto, injusto e mau.

Coloque mais atenção no lado bom, e pouco a pouco vai recuperar o prazer pela vida.

Beco

2 Comentários

Diana

about 6 anos ago

Olá Beco! Sabe...esse é um exercício que eu tenho que agradecer por praticá-lo sempre....vejo muitas pessoas que só enxergam o lado negativo das coisas e não percebem que desse jeito tudo fica ainda pior do que realmente pode estar. Faz muita diferença ver o copo "meio-cheio" e é isso que eu também tento passar às pessoas que fazem parte do meu dia-a-dia. Grande abraço! Diana

Responder

Priscila Camilo Coval

about 6 anos ago

Queria poder partilhar no face.. Tem como? Sempre belissimos seus textos! Obrigada!

Responder

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta