Protegendo a pequena chama.

Há várias coisas dentro de nós que  pode ser representada por uma pequena chama de uma vela. Delicada, frágil e pode se apagar ao menor vento.

Há que protegê-la.

Uma lufada de vento, uma pequena distração e lá se foi a chama.

Às vezes essa chama é a confiança que temos em si mesmo.

Pode ser a percepção da abundância da vida.

Amar e perdoar:

Pode ser a capacidade de amar e perdoar.

Pode ser a aceitação.

Por esse motivo, temos que cuidar das pequenas chamas contra os ventos adversos.

A chama é frágil, mas é poderosa – um paradoxo!!!

Não há escuridão tão intensa na sua vida, onde a chama não seja capaz de reinar.

Não há problema para o qual não estejamos preparados para resolver, e isso graças às pequenas chamas que carregamos.

Os elementos para a solução e a força para resolver está tudo dentro de nós mesmos.

Às vezes precisamos de tempo para enxergar, e o açodamento pode nos limitar a percepção da chama que existe dentro de nós.

A força dentro de si:

Perceba cada pequena força que há dentro de si.

Proteja e desenvolva uma a uma, um dia de cada vez.

Não nos tornamos uma pessoa plenamente capacitada para lidar com os problemas da noite para o dia, mas os ingredientes já estão presentes dentro de cada pessoa.

Enxergar a pequena chama – fundamental.

Proteger a pequena chama – mandatório.

Cuidar para que ela cresça e esteja pronta para te ajudar quando for a hora – é o nosso trabalho.

Quando conhecemos pessoas serenas, capacitadas e preparadas para qualquer tipo de problema, pensamos logo – queria ter nascido assim.

Não devemos nos esquecer que nascemos igual, mas algumas pessoas cuidam de si melhor que outras.

Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Please be polite. We appreciate that.
Your email address will not be published and required fields are marked