Procure os seus defeitos.

Procures os seus defeitos.

Procurar os seus para não procurar os dos outros.

Não raro, ficamos tão entretidos procurando defeitos nas outras pessoas que perdemos o caminho do nosso próprio aprimoramento pessoal.

Dizem que procuramos os defeitos nos outros para nos escondermos por detrás deles, e às vezes os defeitos que conseguimos identificar nos outros, são exatamente aqueles que temos nós mesmos.

Saber dos defeitos dos outros não nos ajuda muito, mas saber dos nossos defeitos, nos ajuda a aprimorar, a desenvolver e a crescer.

No final, após trabalharmos duro para nos livrarmos de tais deficiências, sentimos gratificados e fortalecidos.

É claro que não devemos exacerbar esse comportamento como tudo na vida.

O equilíbrio é tudo.

Uma pessoa que só procura defeito nos outros é arrogante, e aquele que fica permanentemente procurando defeitos em si próprio, pode ser um neurótico.

Uma pessoa que consegue ser honesta quando avalia suas deficiências, também será honesta avaliando suas virtudes.

Como disse Confúcio, o verdadeiro conhecimento é saber a extensão da sua ignorância.

Não somos perfeitos, e quando conseguimos identificar áreas onde podemos melhorar, devemos nos sentir abençoados por tal clarividência.

Quando dizem sobre transformar as deficiências em forças, entendo como corrigir e se livrar de tais deficiências e sair fortalecido desse processo.

Identificar a deficiência – se encher de coragem e energia para transformá-la – aprender e reforçar uma nova habilidade, força e competência.

Faça uma análise pessoal de tempos em tempos.

Reconheça as suas deficiências e reconheça o quanto você já avançou nessa melhoria pessoal.

Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta