Preciso de alguém que cuide de mim.

Não é assim que nos sentimos uma vez ou outra?

Parece que cuidamos de todo mundo, mas afinal – quem vai cuidar de mim?

Nos sentimos emocionalmente subnutridos, carentes, meio abandonados.

Precisamos de atenção.

Quando isso acontece, uma excelente recomendação é cuidar dos outros.

Faz sentido?

Parece um contrassenso.

Justo agora que me falta atenção, vou sair por aí procurando alguém carente para eu dar atenção?

No que isso vai me ajudar?

Na verdade é assim que o mecanismo emocional funciona.

Ajudar te faz bem:

É o prazer do ajudante.

Os índios Sioux, nos Estados Unidos, desenvolveram um método para educação do pequenos, hoje utilizado também nas escolas dos brancos, e que enfatiza esse aprendizado desde pequeno.

No Círculo da Coragem (Circle of Courage), um dos quatro princípios fundamentais é o da generosidade.

O pequeno índio aprende a cuidar dos mais jovens e até dos mais velhos desde pequeno, de modo que o prazer de ser generoso é experimentado quando a sua capacidade cerebral e suas emoções estão na melhor da plasticidade.

O índio vai recorrer naturalmente a esse recurso aprendido sempre que se sentir carente de atenção, o que parece funcionar muito bem.

Os estudos acadêmicos no mundotodo  mostraram que isso é verdade também na sociedade dos brancos – resta praticar.

Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta