Pratique exercícios mentais.

O cérebro é como um músculo que precisa ser exercitado. Se não usar, vai atrofiar.

É muito fácil manter um bom nível de atividade, o que melhora o bem-estar e ajuda a afastar a degeneração mental de qualquer natureza.

As pessoas se valem de vários recursos amplamente disponíveis, tais como os jogos de cartas, palavras cruzadas, sudoku e tantos outros jogos que envolvem raciocínio e memorização.

Acredito que a maneira mais fácil de manter o cérebro ativo é ler.

Quando lemos, especialmente os livros de ficção, deixamos a imaginação solta sob as rédeas do autor, o que é um excelente exercício mental.

Outro exercício ainda melhor é escrever.

Quem gosta de manter um diário, pode fazer isso rotineiramente. Quem escrever crônicas, ou estórias tem um prato cheio para se exercitar.

Quem gosta de escrever sobre as suas próprias coisas, fases da vida, experiências, crises, pode por em prática a recomendação.

Isso sem falar das duas coisas que mais fazemos durante a vida, que é estudar e trabalhar.

Quem para de estudar, se aposenta e não prossegue exercitando a mente, está deixando um espaço enorme para doenças não só da mente, mas também doenças emocionais.

Quem trabalha, por outro lado, corre o risco de se acomodar com o feijão com arroz, com a rotina maçante, perdendo assim a oportunidade de trazer inovação, criatividade e carga intelectual também para o trabalho diário.

Trabalhar compenetrado, com boas reflexões, procurar melhorias, estudar profundamente e buscar soluções sofisticadas é uma maneira de aproveitar melhor as horas de trabalho também para manter a boa forma mental.

Exercite.

Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta