Por um caminho tortuoso.

Ninguém está livre de errar a entrada e seguir por um caminho tortuoso.

Mas quando isso acontece, temos que ter a coragem para mudar de rumo.

Temos que ter a serenidade para voltar para o caminho seguro.

Não há nada de errado em pedir ajuda para sair dessa.

Calma:

Me lembro quando garoto, de viajar com meu pai por estradas de terra em tempos de muita chuva.

Não raro, ficávamos atolados e perdíamos um tempão tentando sair do atoleiro. Empurrar, cavar o barro e colocar algumas pedras, galhos e tudo que desse um pouco de tração era utilizado. Mas no final, o que resolvia era pedir ajuda de um outro carro ou caminhão que estivesse passando.

Quando estamos estagnados, devemos pedir ajuda, e não devemos nos sentir diminuídos por isso.

A vida não é uma linha reta, e quando tomamos um atalho traiçoeiro e nos sentimos impotentes para retomar o trajeto original, temos que ter a humildade para pedir ajuda. É a coisa mais sensata a se fazer.

Aprendizagem:

No final, saímos fortalecidos, pois reconhecer os erros nos coloca a meio caminho do sucesso.

A força para retomar a sua vida está dentro de você, isso eu aprendi batendo a cabeça e ganhando alguns calombos.

A vida é repleta de experiências, lições, aprendizagem, e não raro saímos mesmo chamuscados.

Mas não é nada, como diziam os nossos pais quando caíamos e machucávamos os cotovelos.

As quedas nos ensinam a não cair, pelo menos nos mesmos lugares.

A aprendizagem exige humildade, e o mesmo ocorre em qualquer lição de vida.

Beco

frase do dezembro

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta