Pequenos passos.

Não queira dar passos maior que suas pernas, isso é sempre fonte de frustração.

Faça o que está ao seu alcance.

Tome somente as decisões que você dá conta de sustentar.

Os americanos chamam de “baby steps”, para simbolizar os pequenos passos do bebê.

Os passos são pequenos e inseguros, mas devagarzinho ficam mais firmes e diversos passos podem ser dados consecutivamente.

Quando ficamos inseguros, devemos ter sempre em mente os passos do bebê. Vamos devagar e em frente.

Um pequeno passo bem dado nos motiva, e nos dá segurança para o seguinte e assim por diante.

Com diz um provérbio antigo: é melhor muitos pequenos passos na direção certa que um grande passo que temos que voltar atrás um pouco adiante.

O pequeno passo pode ser para cuidar da saúde, exercício físico e nutrição saudável.

Outro pequeno passo pode ser dado para melhorar um relacionamento.

Outro pequeno passo sempre pode ser dado para melhorar o nosso conhecimento em alguma área de interesse.

Passos pequenos podem ser dados para resolver um problema, mesmo que seja grande – um passo de cada vez.

Um dia de cada vez porque a jornada é longa e não precisamos resolver tudo hoje.

Se já sabemos os pequenos passos para cuidar de si próprio, devemos logo iniciar.

Se não sabemos como cuidar melhor de si próprio, devemos tomar os pequenos passos para refletir o que é melhor para nós mesmos.

Por vezes nos sentimos desafiados com um objetivo muito grande a ser atingido. Devemos quebrar tal objetivo em pequenos objetivos, etapas intermediárias, tarefas simples e persegui-los um a um.

Sinta-se orgulhoso de realizar mesmo que um pequeno objetivo.

Se mantenha em movimento. Aproveite o impulso do primeiro movimento para engatar no seguinte. Aproveite a satisfação pela conclusão do primeiro para engatar no segundo.

Uma grande jornada sempre se inicia com um pequeno primeiro passo.

Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta