Pequenas coisas – grandes mudanças.

Quando mudamos a nossa atitude frente às coisas e nos colocamos de forma humilde, nos tornamos capazes de fazer pequenas coisas que produzem grandes transformações.

Podemos não ver as mudanças na aparência, mas grandes mudanças podem ter se processado internamente.

O contrário também é verdadeiro.

Algumas mudanças que fazemos no exterior, no verniz, na casca, na verdade produzem pouca mudança na nossa realidade fundamental.

Podemos até achar que um carro novo importado nos faz uma pessoa inteligente e interessante, mas somos a mesma pessoa tola e iludida correndo incessantemente na esteira hedônica.

Preste atenção às pequenas coisas porque lá na frente você vai se dar conta que eram coisas grandes.

Pequenos prazeres, pequenos gestos, pequenas ações podem sem dúvida representar grandes mudanças na vida.

Um gesto de bondade, uma oportunidade para criar algo bom, um sinal de reconciliação numa relação tumultuada – pequenas coisas e grandes conseqüências.

Como diz a postagem do Happiness Institute, a felicidade pode ser atingida com a prática diária de pequenas coisas

O blog Make the Change faz uma lista interessante de pequenas coisas e pequenas mudanças que podemos fazer para ajudar na nossa busca da felicidade.

1-Faça uma lista das pequenas coisas que te faz feliz.

2-Fique atento para tudo que te rodeia.

3-Crie rotinas que você aprecia, por exemplo, um relaxamento antes de ir para a cama.

4-Pratique pequenos gestos de generosidade.

5-Reconheça que as suas realizações acontecem por meio de pequenas ações. Realização traz satisfação.

6-Faça um relatório das suas pequenas ações, como as desenvolveu e os resultados.

7-Pratique o otimismo – olhe para o lado bom.

8-Encontre pequenas experiências positivas no seu cotidiano.

9-Preste atenção no que você tem e não naquilo que você não tem.

10-Pare por um momento, reduza a velocidade.

11-Olhe para o lado bom do mundo. Você vai se surpreender.

12-Ria, sorria – faz bem para a saúde.

Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta