Pensamentos negativos.

Aprender a distrair os pensamentos negativos.

Não se deixe aprisionar.

Os pensamentos negativos chamam mais a nossa atenção que os pensamentos positivos – cuidado.

E tem mais, a teoria do urso branco que aponta que quanto mais evitamos o pensamento no urso branco, mais pensamos no urso branco.

Escreveu Daniel M. Wegner, professor da Universidade de Harvard, o livro – White Bear and Other Unwanted Thoughts – Urso Branco e Outros Pensamentos Indesejáveis – onde mostra o quanto ficamos prisioneiros dos pensamentos indesejáveis, especialmente quando tentamos suprimi-los.

O livro, resultado de anos de estudos sobre a supressão de pensamentos conclui que a tentativa de se livrar desses pensamentos é inútil e nocivo, um caminho que pode levar à obsessão.

Comenta este blogueiro – Balaraman que pensamentos positivos ou negativos são apenas pensamentos – devemos apenas reconhecê-los, sem lutar contra ou a favor.

Já comentei aqui, o que aprendi das leituras do monge budista Thich Nhat Hanh – se o pensamento é negativo, reconheça, observe e deixe-o abandonar o palco, voltando para o sótão da sua mente.

A técnica da distração também é boa – pense em algo positivo para substituir e distrair o pensamento negativo.

Os pensamentos negativos são recorrentes, e você pode aplicar um método pavloviano em si mesmo, relacionando um determinado pensamento positivo ao negativo indesejado. Toda vez que esse indesejável aparecer, mude imediatamente para o pensamento positivo programado para substituir.

Você pode também conectar o pensamento negativo a uma imagem exagerada do pensamento – uma imagem bizarra, quixotesca.

O uso de imagens é bastante poderoso, use o truque das imagens tanto para fixar um pensamento positivo quanto para distrair um pensamento negativo.

São instrumentos que podem funcionar.

Experimente.

Beco

1 Comentário

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta