Ovo e a galinha.

Pessoas felizes são saudáveis, e pessoas saudáveis são felizes.

Quem procura a felicidade encontra. Quem não procura não encontra.

Estudos apontam que as pessoas mais felizes são também mais saudáveis.

Estudo apontado por artigo da BBC, onde 1700 pessoas foram acompanhadas por 10 anos, mostra que as pessoas felizes sofrem menos do coração.

A Dra Karina Davidson, do Centro Médico da Columbia University, que conduziu a pesquisa recomenda que as pessoas façam aquilo que as deixam felizes. Pratique a caminhada, leia, ouça música, passeie, viaje – não espere para ser feliz nas férias – uma vez por ano.

A pesquisadora, Dra Karina Davidson também em vídeo para a CBS, conta que os estudos mostraram que as pessoas com uma atitude positiva se engajam em atividades mais saudáveis – dormem melhor, fumam menos, comem melhor, e buscam situações de relaxamento, o que protege o coração. É possível que outros fatores, como a genética estejam misturados no resultado, uma vez que o estudo foi de observação, relato e analise de riscos e ataques do coração.

Uma recomendação interessante de Dra Davidson, para as pessoas que não são naturalmente alegres e desestressadas, é para que, deliberadamente, busquem atividades que possibilitem esses estados.

Outro estudo apontado pela CBS mostra que pessoas felizes pegam menos gripe.

Estudo conduzido na Carnegie Mellon University pelo Prof. Sheldon Cohen, que mostra que as pessoas felizes são emocionalmente saudáveis, o que tem uma correlação positiva com menos gripe e resfriados.

Emoções positivas são protetivas para muitas moléstias, e embora esse estudo tenha sido apenas para gripes e resfriados, há indicações de que a abrangência seja maior.

Seja pelo ovo ou pela galinha, vale a pena entrar nesse círculo virtuoso.

Passe adiante.

Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta