Ouse ser você mesma

Ouse ser você mesma

Ouse ser você mesma, reflita sobre o caminhar da vida sob a própria perspectiva.

Disse o grande pensador americano Ralph Waldo Emerson:” é muito difícil ser você mesmo, quando o mundo fica constantemente te dizendo para ser outra coisa”.

Hoje em dia, as pressões sociais são enormes, querem nos conformar, enquadrar e quem sai da curva normal acaba se isolando.

O materialismo exacerbado nos empurra para comprar o que não precisamos, com o dinheiro que não temos para impressionar pessoas que sequer gostamos.

Infeliz, insatisfeita:

As cobranças são tantas que as pessoas acabam infelizes, insatisfeitas com o próprio desenrolar da vida.

Precisamos agir, fazer alguma coisa, e sugiro que você ouse ser você mesma.

Aprecie os cumprimentos que recebe do seu comportamento e realizações. Ggoste de quem gosta de você como você é.

O que te faz única? Pense nisso.

Não significa ser única no mundo, mas única e especial no ambiente em que você convive. Leve isso em consideração quando pensa sobre si mesma.

Aprenda a reconhecer suas falhas com maturidade e serenidade, sem críticas severas. Assim como quem quer aprender, quer melhorar.

Se perdoe, e pare de vez com aquela conversa chata de juiz de si mesma.

Seja boa:

Seja generosa e gentil com os outros e vai aprender a gostar mais de si mesma.

Goste do seu corpo, e se alguma coisa te incomoda, uma gordurinha fora de lugar, tome uma providência. Exercícios físicos e nutrição adequada.

Sorria para si mesma quando se olhar no espelho. Seja agradável para esta pessoa mais importante do mundo.

Procure dentro de si a beleza que quer que outros reconheçam.

Deixe o perfeccionismo de lado e exija menos de você.

Goste do que faz e goste dos desdobramentos da vida. Simplesmente saborei a vida em todos os sentidos.

História de Rosey Grier:

No final quero contar uma pequena história sobre Rosey Grier, um famoso jogador de futebol americano, o adversário que você não gostaria de esbarrar no meio do campo. Era ultra-temido, um muro de pedra imenso, um terror. Ao se aposentar, passou a dedicar ao que ele mais gostava – bordado. Sim, ele adorava bordar e escreveu um livro que mudou a sua imagem: Needlepoint for men -Bordado para Homens. Ele ousou mostrar  e fazer as coisas que gostava, mesmo sabendo de todas as críticas que receberia.

Portanto, mostre o seu valor, a sua beleza, os seus talentos, ouse ser você mesma.                                                                                         Rubens Sakay (Beco)

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta