Os bons momentos

Os bons momentos

Tire o maior proveito dos bons momentos. Eles são raros e não devemos inventar barreiras que nos impeçam de saboreá-los plenamente. Não permita que toxinas mentais cheguem para atrapalhar a festa.

Às vezes nos vêm à mente o sentimento de culpa, e parece que nem merecemos as bênçãos que estamos recebendo. Pura besteira, você merece tudo de bom que tem recebido.

Outras vezes somos dominados pelo sentimento de injustiça, como se foose uma injustiça receber tanto, enquanto outras pessoas pouco recebem. Não fique encucado esse tipo de coisa, pois você lutou por isso, foi bom e generoso em todos os momentos e é perfeitamente justo que usufrua daquilo que a vida lhe oferece.

Deixe que as boas fiquem na sua cabeça por mais tempo. Quando estiver vivendo um bom momento, algo bom, desfrute com atenção plena e deixe a memória desse momento bom perdurar na sua mente.

Quando sentir que algo bom está acontecendo, viva plenamente cada segundo, sem culpa, sem muito julgamento ou preocupações infundadas. É bom saber que tudo isso vai passar, e você vai se arrepender de não ter aproveitado.

Afaste a inveja, o rancor, o ressentimento. Afaste a inquietação e as preocupações. Se deixe embalar pela alegria e satisfação.

Perceber que as rosas têm espinhos é prudente e natural, mas deixar que os espinhos te impeçam de desfrutar a beleza das rosas não é nada razoável.

Atenção aos detalhes:

Preste atenção em cada detalhe e relembre cada aspecto por muito tempo.

A vida é abundante nos bons momentos e nas oportunidades para realizar o seu potencial. Pare de inventar desculpas e criar limitações para si mesmo.

Tire o seu olhar das coisas ruins e passe a perceber melhor as coisas boas da vida.

Quem fica sempre com o olhar no copo meio vazio, perde a chance de aproveitar o mesmo copo que está meio cheio.

Escolha ser feliz, evitando as reclamações por aquilo que não tem, passando a agradecer por tudo que tem.

Rubens Sakay (Beco)

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta