Os amigos na crise.

Reconheça e abençoe os amigos na crise. Que benção ter amigos que caminhem com a gente na escuridão, segurando na mão e sempre uma palavra de encorajamento.

Nas crises reconhecemos os verdadeiros amigos.

Não digo que os amigos superficiais fogem ou te abandonam quando você está em dificuldades. Eles simplesmente continuam onde estão.

Na crise, os verdadeiros amigos topam ir um pouco além, assumindo o desgaste, dispendendo energia e dando apoio emocional.

Amigos:

Os amigos do cotidiano, por vários motivos, evitam cruzar a fronteira da intimidade.

Não descarto nenhum amigo, todos são peças valiosas dos meus relacionamentos.

Mas quando a coisa pega de verdade, precisamos daqueles que estão dispostos e entrar contigo no escuro e caminhar por terrenos pantanosos.

Os amigos da crise estão prontos a apontar seus defeitos e fazer uma crítica construtiva e contundente. E só nós sabemos o quanto é difícil ajudar um amigo em dificuldade. Há que se colocar no lugar do outro, exercitar a empatia e a compaixão.

Nunca deixe um amigo do peito desamparado.

Nunca deixe de pedir ajuda aos amigos verdadeiros quando a tempestade te assolar.

A ajuda pode vir de muitas maneiras, e muitas vezes, um ouvido compassivo é tudo que precisamos.

Valorize:

Valorizo os amigos que tenho, e quero tê-los sempre por perto.

Sou imensamente grato por toda ajuda que tenho recebido, e agradeço cada dia, a oportunidade que tive de conhecê-los profundamente.

A crise pode nos deixar de joelhos, e precisamos de ajuda para nos levantarmos.

Conte com essa ajuda, e ajude quando for a sua vez.                                                                       R.S. Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Please be polite. We appreciate that.
Your email address will not be published and required fields are marked