Oração.

Para que nós oramos?

Para quem oramos?

Alguém ouve as nossas preces?

Não é para lembrar ao nosso Deus das nossas necessidades, nem é para fazer promessas, barganhas com uma Força Superior lá em cima que oramos.

É na verdade para nos lembrarmos mais, da nossa natureza espiritual.

É na verdade para, pouco a pouco, e a cada dia, mudar a nossa natureza.

A nossa natureza espiritual é o centro sagrado do nosso ser, aquilo que não adoece, que não é maculado e que não se deforma.

Oramos para aquilo que está fora do nosso controle.

Oramos para que nos seja concedido a luz, a serenidade e a coragem.

Não há nada de errado em seguir pedindo, de ser repetitivo.

Se ELE já sabe o que precisamos porque oramos?

Se ELE está no controle, para que oramos?

Sabemos que a fé afeta o nosso estado físico, melhora a nossa saúde.

A fé também reduz o estresse e a ansiedade.

A oração nos ajuda a nos conectarmos com o nosso eu interior.

Ouça na sua voz interior, o convite para a oração.

A oração é a nossa conexão com algo além de nós, acima de nós.

Na oração, deixamos momentaneamente tudo de lado, e com isso, os nossos problemas são reduzidos à sua real proporção.

Inúmeros estudos científicos, conduzidos por pesquisadores médicos tentam encontrar uma correlação clara da oração com a saúde, e um deles é o publicado pela CNN – Probing the power of prayer – um estudo conduzido com pacientes cardíacos no Hospital St.Luke de Kansas City.

Outro estudo, este cheio de controvérsias, foi publicado na revista TIME, sobre os experimentos conduzidos no Instituto Nacional da Saúde dos Estados Unidos.

O fato é que na oração, nos sentimos estimulados a exercitar a compaixão, a generosidade, a empatia e a fraternidade.

A oração é como a chave da porta que se abre para o relacionamento com o DEUS da sua crença.

Experimente a oração da serenidade, a minha preferida para qualquer ocasião.

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta