Olhe seus problemas com bons olhos

Olhe seus problemas com bons olhos

Os problemas que enfrentamos na vida, assim como aqueles que nos aplicam nas escolas, são fonte de aprendizagem e de crescimento.

Olhe os problemas com bons olhos, com o olhar de aprendiz.

Os problemas são fontes inesgotáveis de aprendizagem e de exercício da minha capacidade de realização. Ainda bem que tenho problemas suficientes para aprender a ser uma pessoa mais capaz e mais realizada. Não tivesse tido problemas para resolver ao longo da minha vida, não teria aprendido tudo que aprendi. Hoje, quando enfrento um problema, qualquer que seja, mesmo que não veja a solução, faço uma reflexão: sou capaz. Confio também que terei sempre uma ajuda Superior.

É uma oportunidade de ser confrontado com as dificuldades, que agora que você reconheceu, se tornaram os seus desafios.

Você deveria dizer: “ainda bem que tenho problemas”. Aqueles que foram blindados contra os problemas, se tornaram indivíduos fracos, incompetentes e totalmente despreparados para a vida, e nós conhecemos vários deles.

Foxcatcher:

Recentemente assisti um filme que me marcou nesse sentido, Foxcatcher – uma história que chocou o mundo. É a historia dos irmãos Schultz, ambos medalha de ouro nas olimpíadas que se meteram com o milionário John Du Pont. John foi membro de uma família que é uma lenda e uma das maiores fortunas americanas. Esse milionário, mimado e protegido desde pequeno, não cresceu um suficiente para lidar com os reveses da vida e acaba assassinando um dos irmãos. O crime aconteceu em 1996, preso e condenado, morreu na prisão em 2010.

Quem assiste o filme, não deixa de fazer uma reflexão sobre o crescimento pessoal. Como educamos os filhos e a importância de não privar qualquer um das suas dificuldades e responsabilidades.

Conseguir olhar a vida acima dos problemas e aceitá-los como um presente, sem dúvida faz uma diferença enorme na satisfação e prazer que vamos tirar dessa caminhada.

Rubens Sakay (Beco)

Botão da Felicidade

SE VOCÊ TIVESSE UM BOTÃO QUE BASTASSE ACIONAR PARA SER FELIZ, VOCÊ APERTARIA?

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta