Obstáculos na subida e na descida.

A jornada da vida é longa, graças a Deus.

Mas não é uma maratona longa e entediante. É uma corrida longa com barreiras de toda sorte.

Quando o caminho é íngreme, parece que os obstáculos crescem na nossa frente.

Mas há muitos obstáculos na descida também.

Ajuda:

Embora digam que para baixo todo santo ajuda, é preciso igual disposição para enfrentas as adversidades.

Com o tempo e com a idade, o caminho lhe parecerá menos acidentado.

Quando jovens, temos o hábito de se desesperar, desanimar e até se revoltar.

Com a maturidade, aprendemos a olhar as adversidades e barreiras na real dimensão.

Capacidade:

Aprendemos também que temos capacidade para vencer as dificuldades.

Quando a coisa fica feia de verdade, sabemos que isso também vai passar.

Descobrimos também que não estamos sós nessa maratona, e quando a noite cair e o caminho acidentado nos parecer uma dificuldade intransponível, haverá sempre uma luz para iluminar.

Às vezes, em alguns trajetos, a vida parecerá um passeio no parque, mas as adversidades virão, e são elas que nos permitem chegar ao final da jornada. As dificuldades que encontramos é que nos fortalecem e constroem em nós as habilidades que vamos precisar ao longo da vida toda.

Se ao final da maratona chegamos bem, felizes e satisfeitos, é porque encontramos as adversidades na medida exata da nossa necessidade de aprendizagem.

O importante é correr a maratona, enfrentar as barreiras e ainda assim, e principalmente, usufruir da paisagem, das inúmeras coisas boas, eventos e relacionamentos com os quais deparamos no caminho.

Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta