O único abrigo para seu espírito

O único abrigo para seu espírito

Há momentos que nos sentimos sobrecarregados e não sabemos se temos que trabalhar mais, descansar, procurar ajuda. Todo mundo tem momentos em que deseja encontrar um oásis espiritual.

E isso acontece quando nos sentimos no deserto espiritual, esgotados, estressados, ressentidos com alguma coisa, magoados, e até com raiva do mundo.

As coisas não saem como planejado e as pessoas tampouco se comportam como você havia imaginado.

O seu desempenho também é uma decepção – eu poderia ter feito melhor – faltou pouco, mas não consegui.

A irritação vai se acumulando e uma hora pode aflorar de maneira inesperada.

O sentimento de desamparo e a necessidade de algum lugar para recarregar as baterias, um SPA, um retiro, algum lugar no universo onde eu possa descansar dessa correria e rotina desgastante que é o dia a dia.

Esse lugar é aqui mesmo onde você está. É dentro de você. O único abrigo para seu espírito é dentro de você.

Oásis:

Como encontrar esse oásis?

Se conecte consigo mesmo.

Procure isolar um pouco o mundo externo.

Procure respirar e sentir menos a periferia, colocando atenção na sua respiração apenas.

Se ligue na sua verdade e não na opinião das outras pessoas.

Seja justo e honesto quando olha pra si próprio.

No começo, deixe a mente sair em busca dos pensamentos positivos.

Se deixe tomar pelas coisas boas da sua vida que se apresentarão diante de ti, te enchendo de satisfação e gratidão.

Deixe a poluição do mundo externo se distanciar da sua mente e sinta o néctar da serenidade e da paz espiritual.

Sinta aguçar a sua atenção espiritual, sua vitalidade, sua consciência vital.

Se concentre no exato momento. Não deixe a mente vagar pelo passado ou futuro.

Sinta a vida amável e suave.

Sinta gratidão por tudo que tem recebido.

Sinta a benção pelas virtudes com que foi agraciado.

A partir daí, devagarinho, deixe isso tudo se distanciar.

Deixe a mente se esvaziar.

O oásis espiritual é aqui.                                                                                                                                                                                    Rubens Sakay (Beco)

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta