O sucesso é se levantar.

Assim como o fracasso não é medido nas vezes que caímos, o sucesso não é medido nas vezes que evitamos as quedas.

O sucesso é na verdade medido em quantas vezes nos levantamos das quedas. Isso nos mostra quanto nos fortalecemos. Mostra a nossa resiliência, e mais do que isso, mostra a nossa antifragilidade, no conceito cunhado por Nassim Taleb.

Os organismos vivos, em grande parte, conseguem aprender com as dificuldades e adversidades, e saem melhor das crises.

Pedras são degraus:

Assim somos nós, quando nos determinamos a vencer as crises, nos fortalecendo, usando as pedras como degraus e as adversidades como fermento do nosso crescimento pessoal.

Quem vive sem problemas, sem dificuldades?

Quem é capaz de se desviar de todos os perigos?

Quem consegue evitar todos os conflitos?

A vida é um campo de dificuldades, e a vida é isso aí.

A parte boa da vida, é que nos fortalecemos com as crises, aprendemos, realizamos e podemos sim ser felizes.

Sucesso e felicidade:

O sucesso não é felicidade, e nem sempre as pessoas felizes se definem como pessoas de sucesso, dentro do conceito corriqueiro.

Mas ser feliz é importante, todos nós reconhecemos, e olhar para o caminho trilhado com orgulho e satisfação é um fator de felicidade.

Temos que nos acostumar a se levantar das quedas, fortalecidos, mais capazes e mais motivados para seguir adiante.

Para fazer isso, é preciso estar com o olhar atento para aprender.

Ficar reclamando das crises afasta a aprendizagem.

Não aceitar as circunstâncias da vida prejudica seguir adiante, e ficamos empacados, não passamos de ano, vivemos reprovados, ano após ano.

Temos que virar o ano da aprendizagem, passar de ano, entrar na universidade da vida. Temos que concluir os estudos e passar adiante o que aprendemos, temos que ajudar os jovens a trilhar o caminho das adversidades com sabedoria.

Queremos sucesso sim, e isso exige atenção para o sucesso real, não aquele dos dígitos da conta bancária.

R.S. Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta