O silêncio oportuno.

Há sempre o silêncio oportuno. Há momentos que temos que calar. Deixar o silêncio tomar conta. Deixar que o silêncio solucione ou encaminhe alguma questão.

Diz um ditado antigo que o silêncio é de ouro, e isso vale justamente nas situações onde falar pode atrapalhar.

O mundo de hoje é profundamente carregado de ruído, e não me refiro ao ruído físico, mas aquele emocional, palavras soltas sem significado, mensagens vazias e muita conversa fiada.

Muitas vezes o silêncio é o mais adequado, pois ele fala por si.

Falar pode complicar ou prejudicar o entendimento de alguma questão, e silenciar pode apaziguar os ânimos.

Silêncio:

O silêncio deve ser bem utilizado para não parecer ofensa ou pouco caso.

Nunca deve ser acompanhado de observação explanatória: vou me calar para não falar besteira. A observação em si já vem carregada de julgamento e muitas vezes de preconceito.

Quando silenciamos, desativamos o ímpeto de falar e estamos assim mais abertos para ouvir. A disposição para se calar é muito importante quando queremos ouvir e compreender tudo que se passa.

Já comentei que o contrário de falar não é ouvir, e sim se preparar para falar. Portanto, a fala domina a nossa mente, e o ouvido fica esquecido e alijado da peça encenada.

O silêncio é um curativo quando lidamos com uma situação de muita dor, onde a presença diz tudo, a companhia e o abraço são suficientes, e as palavras são totalmente desnecessárias.

Paz:

O silêncio é valioso quando queremos uma conversa interna, estar em paz consigo mesmo.

Quando faço alguma tarefa solitária, e nisso incluo a preparação das postagens, gosto de profundo silêncio. Deixo todos os aparelhos se calarem, procuro um lugar calmo, e busco nas minhas experiências, conclusões, e lições aprendidas, alguma coisa que possa ajudar alguém, em algum lugar.

A postagem, como já comentei, é também uma maneira de registrar algo que não quero me esquecer. É portanto, uma mensagem para mim mesmo. Tenho por vezes, uma recaída em defeitos antigos, e ler o que já escrevi, me ajuda a retomar o caminho seguro.

O silêncio é um bálsamo quando queremos muito a serenidade.

Deixe o som da natureza se diluir sem distinção. Deixe a mente vagar por um momento, e repousar em lugar indefinido como uma pluma que vaga ao vento, e usufrua do silêncio e da serenidade.

R.S. Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Please be polite. We appreciate that.
Your email address will not be published and required fields are marked