O que quer ser na vida

O que quer ser na vida

Escolha o que quer ser na vida e examine o que anda fazendo.

Será que vai chegar lá fazendo exatamente o que está fazendo hoje em dia?

Analise o que faz todos os dias, nem tanta a atividade, mas a atitude com que faz, o estado espiritual com que caminha pela jornada da vida.

Será que tudo o que você faz está construindo a pessoa que você quer ser?

Seguem 3 modelos indesejáveis, que são desempenhados corriqueiramente sem que as pessoas percebam que assim o fazem.

Flôres de plástico.

Sem vida, descoradas, estáticas, meras expectadoras do pequeno mundinho que as cercam. Deixam se levar pela correnteza sem qualquer desejo de alterar o rumo que a vida lhes dá.

Papagaio de pirata.

Não sabemos se tem vontade própria. Passa o tempo todo repetindo besteiras sem nenhum significado. Ouviu na televisão, foi comentado pelos amigos, e sai da sua boca sem qualquer reflexão.

Espelho de bruxa.

É um perigo pra si mesmo. Corre o risco de ser destruído, assim como no conto de fadas, pois sempre reflete as coisas de maneira irreal e desproporcional. Se vê de maneira destorcida, na maioria das vezes como uma pessoa ruim, imperfeita e sem sorte na vida.

São todos modelos indesejáveis, que devemos refugar e comportamentos que temos que evitar.

Podemos ser diferentes. Podemos fazer melhor. Podemos ser mais completos.

Podemos ser aquele que semeia e produz. Também aquele que ama, ajuda e consola. E ainda aquele que ensina, orienta e que inspira.

Podemos ser isso tudo junto.

Temos que sair do piloto automático que acaba nos colocando em modos ruins de operação. Ruins para o nosso convívio, e para nós mesmos.

Aceitar as deficiências – sim.

Mas temos que encarar de frente tudo aquilo que conseguimos melhorar. Procurar ser uma versão melhor de si mesmo.

É uma escolha consciente, honesta e libertadora.                                                                                                                                                                           Rubens Sakay (Beco)

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta