O que fazer com os erros.

Cometemos erros para aprender a não cometê-los. Não há quem não se lembre de algum erro do passado.

Mas essa coleção de erros do passado tem que servir para alguma coisa nobre.

Primeiro de tudo, temos que ter a grandeza para admitir os nossos erros, e o mais importante, é admitir para si próprio.

Em seguida, temos que ser inteligentes para tirar valiosas lições de cada um deles.

Aprimoramento:

E tão importante quanto os dois itens anteriores, é ser forte e determinado para corrigi-los sempre que possível.

Errar é humano, mas não devemos nos valer dessa máxima para seguir errando, e muitas vezes cometendo o mesmo erro.

Os erros são matéria prima para o nosso crescimento, e não podemos desperdiçar nenhum fragmento.

Tampouco temos que ter medo de errar, pois do contrário vamos ficar paralisados, imobilizados pelo medo, não do erro, mas das consequências desse erro.

Mas prudência e cuidado não antagonizam com ação e iniciativa. Agir com cuidado e não colocar em risco a sua vida e a sua reputação faz parte das regras seguras do vem viver.

Lições que valem ouro:

Uma lição aprendida é um produto que vale ouro, e os erros que cometemos para aprender isso tudo, são os melhores insumos que conseguimos para essa nossa produção.

Quem é que não quer se tornar uma pessoa sábia, feliz e bem realizada?

Mas para se chegar a isso há que se navegar com sabedoria pelos mares dos próprios erros.

Não devemos maldizer os nossos erros, e se assim fazemos, é sinal que ainda não enxergamos as lições valiosas que eles trouxeram. Continue analisando e procurando, pois você vai encontrar.

A abundância da vida não está somente nas alegrias e nos achados, mas também nas caras feias e nos tropeços.

Aproveite tudo que a vida lhe oferece, e seja feliz.

R.S. Beco

1 Comentário

lilas666

about 5 anos ago

Republicou isso em Cosmopolitan Girl.

Responder

Deixe seu comentário

Please be polite. We appreciate that.
Your email address will not be published and required fields are marked