O quanto sou diferente dos outros e ao mesmo tempo muito parecido

O quanto sou diferente dos outros e ao mesmo tempo muito parecido

Gostamos de pensar que somos diferentes dos outros, e às vezes ficamos buscando evidências das diferenças até para justificar diferentes opiniões e ações.

Isso acaba afastando as pessoas, pois devemos buscar afinidades, interesses convergentes e razões para estarmos juntos.

Busque os pontos comuns com os outros.

Somos iguais nas diferenças.

Somos diferentes nas semelhanças.

Mesmo quando buscamos as mesmas coisas, o contentamento em atingir é diferente de pessoa para pessoa.

Felicidade tem um significado diferente para cada um.

As pessoas escolhem trajetos diferentes para chegar ao mesmo destino. A experiência no trajeto é diferente, e a escolha tem a ver com o temperamento de cada um.

Se a pessoa pegou outro caminho para ir ao mesmo lugar, isso não quer dizer que ela esteja perdida.

Algumas pessoas apoiam-se na fé e na religião.

Relacionamentos:

Outras constroem uma rede rica de relacionamentos.

Outros acreditam mais na felicidade da realização, e investem tudo numa carreira onde possam aplicar todo o seu potencial.

Um fato é certo – a estrada para a felicidade existe – é possível ser feliz, e isso não acontece por acaso, como um raio que cai na nossa cabeça, ou um bilhete premiado.

Temos que correr atrás.

Devemos tolerar as diferenças;

-aceitar diferentes maneiras de se fazer;

-aceitar que pessoas tomam caminhos diferentes;

-aceitar que as pessoas dão respostas diferentes às questões da vida.

Apesar de ser verdade que nos juntamos com os iguais – tem um velho ditado – birds of the same feather flock together – pássaros de mesma plumagem vivem juntos, a experiência da vida é melhor aproveitada quando aceitamos e convivemos com as diferenças.

Rubens Sakay (Beco)

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta