O problema são os outros.

Às vezes nos ocorre este pensamento: o problema são os outros.

Que será que ele representa?

Eu não gosto deste pensamento e da sensação que ele traz. Sei que há algo de errado, mas o quê?

De tudo que aprendi, vejo que achar que o problema está sempre do lado de fora, com os outros, esconde vários aspectos negativos na nossa aprendizagem, no nosso crescimento.

Autoestima:

O primeiro está relacionado com a baixa auto-estima, com foco exclusivamente nos outros.

Nos preocupamos muito com os outros.

Fazemos muita reverência à vida dos outros.

O fato de nos julgarmos miseráveis e impotentes, faz com que imputemos toda a explicação do mundo nos outros.

Isso parece um paradoxo, pois as pessoas prepotentes e arrogantes são os primeiros a expressar tal pensamento e tal atitude.

Na verdade, a arrogância é também uma capa de proteção que as pessoas que não conseguem se valorizar, utilizam na tentativa de proteger o ser frágil que existe aqui dentro.

Aceitação:

Outro aspecto importante é a aceitação.

As pessoas que não se aceitam e não aceitam o mundo e as pessoas tais como são, tendem a imputar muita culpa nos outros.

De novo, a avaliação desprezível que faz de si próprio não permite imputar a si mesmo qualquer responsabilidade.

Afinal, uma pessoa assim, tão incompetente, não poderia mesmo levar a culpa por nada que acontece de errado no mundo.

Eu, hoje, faço acender uma luz vermelha na minha mente, sempre que achar que a culpa é dos outros.

Sei que isso é sem dúvida um obstáculo ao meu crescimento.

Rubens Sakay (Beco)

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta