O primeiro passo

O primeiro passo

Dizem que o primeiro passo é o mais difícil, e as pessoas não chegam aos objetivos simplesmente porque não começam, não dão o primeiro passo.

Realizações:

As realizações, as conquistas representam o combustível para seguirmos em frente, e o horizonte que se desdobra diante de nós, é como um diamante bruto que, ao ser lapidado, revela todo seu brilho antes oculto.  Imagine um violão que não toca, uma caneta que não escreve, uma roupa que não veste, um cobertor que não aquece; assim é a vida dos que deixam de trabalhar suas competências. Para evitar que nossas vidas resultem em nada, é necessário ir a campo, arregaçar as mangas e dar o primeiro passo.  Uma caminhada é a soma de todos os passos que a compõe, mas o primeiro deles é o mais decisivo. Sair da inércia nem sempre é fácil, mas devemos ter em mente que, ao darmos o primeiro, e se insistirmos, os passos seguintes irão acontecer quase que naturalmente. Quando damos o primeiro passo, colocamos a nossa mente sintonizada com o passo seguinte e assim por diante.

Dificuldades:

É importante que você reconheça que dificuldade não é o mesmo que impedimento e que as facilidades não são garantias de bons resultados. Não são poucas as histórias de pessoas que se defrontaram com muitas dificuldades, mas nem por isso deixaram de atingir suas metas; por outro lado, não menos raros são os casos de pessoas que puderam dispor de muitas facilidades, mas, ainda assim, nada (ou quase nada) conseguiram realizar.

Convém compreendermos que os verdadeiros obstáculos ao primeiro passo não são as dificuldades externas. Elas integram o contexto da vida humana e delas não podemos fugir. Todos, sejam ricos ou pobres, jovens ou idosos, homens ou mulheres enfrentam dificuldades. Seria imaturo acreditarmos ou desejarmos um mundo sem dificuldades. Os verdadeiros obstáculos, nós os alimentamos e os carregamos dentro de nós. São os preconceitos, a preguiça, os medos, a descrença de si mesmo. Essas posturas mentais são as principais causas de nossos fracassos.

Enumere você mesmo as limitações que enxerga para um determinado projeto. Perceba as amarras internas que alimentam essa sua inércia e te impedem de dar o primeiro passo. Muitas vezes, inventamos as limitações e passamos a acreditar nelas.

Futuro:

Dê visibilidade ao seu futuro, dê clareza. Aquele que olha para o futuro como uma coisa incerta, nublada e improvável, nunca sai do lugar. Busque mais informações, estabeleça prioridades, saiba o que vem antes e o que vem em seguida. Quando embaralhamos todas as ações, fica difícil saber por onde começar.

Um bom conselho é simplificar o primeiro passo, torná-lo possível. Querer dar passos largos, além da capacidade das próprias pernas, pode resultar em tropeços. Além do mais, um primeiro passo complexo e arrojado pode te desencorajar de iniciar a caminhada. Aprenda com cada passo, tirando as lições para os passos seguintes. Quem não aprende com um erro, estará condenado a repeti-lo em algum ponto mais adiante. “Dê o primeiro passo e aproveite a caminhada!”: eis aí a receita para as conquistas verdadeiramente fecundas e consistentes.

Contribuição de CARLOS CUNHA para o projetosejafeliz.com

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta