O poder que os outros têm de te ferir.

Isso é algo que você pode controlar.

Quando somos escravos da raiva e do ressentimento, somos muito mais vulneráveis às ofensas.

É muito comum pensarmos em revide, vingança, dar o troco, e tudo isso é ingrediente que alimenta a ferida.

Deixe a ferida se fechar rapidamente, utilizando o medicamento infalível para essa situação, o perdão.

Algumas pessoas são muito doídas, e se sentem machucadas por pouca coisa – na mesma proporção, têm dificuldade de perdoar as mínimas ofensas.

Quando deixamos passar, o evento perde o poder de dominar a nossa mente. A pessoa que provocou o evento perde o poder de nos ferir.

É claro que existem situações de muita violência, atos criminosos e abuso físico, e os traumas recorrentes podem requerer ajuda profissional, mas no cotidiano, as receitas caseiras podem funcionar muito bem.

Não alimente os pensamentos negativos te dominarem e afaste o círculo vicioso – raiva – ressentimento – desejo de vingança – revide.

Dê menos atenção.

Até que ponto isso é importante?

Estou mesmo ferido, ou é apenas um arranhão insignificante.

Devemos seguir adiante, reconstruir a confiança e os relacionamentos, pois nos sentimos feridos até pelas pessoas que mais amamos.

Cabe a nós permitir que isso se transforme num cavalo de batalha, e atormente a nossa vida por completo, ou seja apenas um vento mais forte que quebra alguns galhos, derruba alguns frutos, mas vai embora ao final do dia.

Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta