O navio está seguro no porto – mas ele foi feito para navegar.

O navio não foi feito para ficar no porto.

Não fique parado.

Saia da estagnação.

Saia do conforto do navio no cais.

Você já viu um filme com o navio no cais, marinheiros de folga, máquina desligada, destino nenhum.

Temos que refletir um pouco sobre a nossa vida.

Perguntas:

Ela está parada?

Merece um pouco de agito?

Estou perseguindo meus objetivos?

Sempre ouvi dizer que quem fica parado é poste, e corre o risco de aparecer um cachorro levantar a perna e pronto.

Final do ano, uma boa avaliação do que foi feito, do que falta fazer, os sonhos ainda não perseguidos.

Se movimente:

Meu filho pediu para levar as suas luvas de boxe quando for visitá-lo. Alguém também me disse que vai fazer boxe. É preciso se mexer, manter o corpo em movimento, botar os neurônios para trabalhar.

Faça aquela viagem dos sonhos, ou quase aquela dos sonhos – já está bom.

Duas coisas importantes para a nossa felicidade: o sentido da vida e o senso de realização.

O sentido da vida explica porque estamos vivos e o que nos faz movimentar. O senso de realização é que nos diz se chegamos a algum lugar nessa jornada.

É preciso caminhar, e o caminho aparece à medida que caminhamos e perseguimos os nossos sonhos.

Nem é tanto por coisas grandiosas que empreendemos, mas por uma soma de coisas realmente pequenas que faz com que a vida valha à pena.

Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta