O medo de cometer erros.

O medo pode nos paralisar.

E o medo de errar pode esconder o perfeccionismo e o hábito de pensar demais e fazer de menos.

Quando evitamos erros a qualquer custo é sinal de que nada realizamos, pois erros fazem parte da nossa jornada e principalmente da nossa aprendizagem.

Aprendemos errando desde os primeiros passos que demos na nossa vida.

Lições:

Não queremos cair, mas quando o fazemos, olhamos logo onde escorregamos e procuramos seguir adiante com essa lição em mente.

Às vezes somos educados com um rigor excessivo contra cometer erros. É errado e nós sabemos disso pois acabamos ficando amedrontados com a vida e a possibilidade de errar.

Podemos também desenvolver ou mesmo nascer com uma síndrome de perfeição, o que também nos leva a temer resultados imperfeitos e portanto insatisfatórios.

Devemos examinar de onde vem esse medo.

Será que é perfeccionismo?

São cobranças que faz de si mesmo, e faz sentido, são razoáveis?

Escreva num papel um erro que cometeu, e em seguida procure escrever, com honestidade algumas lições que aprendeu com esse erro.

Sempre há uma lição. Como fazer para não incorrer no mesmo erro?

Uma vez que você tenha aprendido que cometer erros não é de todo ruim, se libere mais para cometer alguns erros.

Liberte-se:

Se liberte desse medo, ou dessa gana por perfeição.

Como escreveu Catherine Pratt no blog Live with Confidence: o medo de cometer erros de limita para coisas novas e não te tira da zona de conforto, o que é um desperdício dos seus talentos e habilidades e rouba a sua chance de realmente aproveitar a vida.

Pode esconder também um medo das pessoas, e o medo de se expor fazendo algo não menos que perfeito.

Em resumo, uma autoestima baixa.

Comece pequeno, não se imobilize, vença o medo devagar.

Faça uma análise ao finalizar um projeto e reflita sobre os riscos que assumiu e os resultados que obteve.

O que você aprendeu com o projeto?

Esta é a pergunta mágica para se fazer a todo momento.

Erre um pouco mais, saia um pouco da sua zona de conforto.

Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Please be polite. We appreciate that.
Your email address will not be published and required fields are marked