O isolamento que devemos evitar.

Às vezes nos sentimos como um órfão depois da guerra.

Os problemas chegam enfileirados e deixam a nossa casa emocional destroçada. Nos sentimos sós, abandonados e acabamos nos isolando mais – temos que evitar isso.

Não podemos ser ajudados se procuramos o isolamento.

Pensamos que o nosso problema é único, mas quando saímos do isolamento, aprendemos que muitos padecem do mesmo problema, e a troca de experiências é um recurso valioso para sair da crise.

Alguém de confiança:

Ter alguém para confiar os nossos problemas não só aumenta a chance de solução, quanto interfere positivamente na nossa saúde, como demonstram os estudos científicos.

Sabemos que o conforto emocional contribui para melhorar as condições fisiológicas.

No fundo, não importa se nos apoiamos em familiares ou amigos, o resultado é sempre positivo.

Quando o problema é sério, e a busca de profissional especializado é uma opção, considere essa alternativa.

Não fique sozinho, você com seu problema – não é uma combinação produtiva.

Temos que ter alguém para nos sentirmos protegidos.

Quando nos sentimos para baixo, aí mesmo é que temos que estar entre pessoas.

O isolamento funciona como uma bola de neve que pode acabar em depressão – temos que fugir disso.

Se ocupe com alguma coisa para se distrair.

Seja gentil e amoroso consigo próprio. Entenda a sua dor e sofrimento, mas não deixe de perseguir a alegria de viver.

Não se critique nem se culpe. Não se deixe aprisionar por pensamentos circulares e ruminação.

Só conseguimos enxergar o caminho pela frente, quando não estamos imersos em pensamentos recorrentes, negativos e repetitivos.

A vida pode te colocar um obstáculo, mas o caminho é seguro em grande parte.

Levante a cabeça, olhe um pouco adiante e tire momentaneamente a cabeça de tantos problemas.

Cuide de si – pense no seu bem – atende para seus sentimentos.

Procure as pessoas e vai se sentir melhor.                                                                              R.S. Beco

2 Comentários

Nyew

about 5 anos ago

É, não posso negar que isso tudo é correto. Obrigado!

Responder

Marlene

about 5 anos ago

Adorei. Obrigada

Responder

Deixe seu comentário

Please be polite. We appreciate that.
Your email address will not be published and required fields are marked