O importante senso de proporção.

Coisas importantes e coisas pouco importantes, quem sabe a medida?

Até que ponto isso é importante?

Saber o sentido adequado da proporção que coisa assume na nossa vida é sem dúvida uma tarefa que exige prática.

Não raro, damos muita importância a coisas que não terá qualquer importância daqui a poucos dias.

Sabemos que quando tudo é importante, nada é importante.

Esteira hedônica:

Os eventos do cotidiano, os sentimentos e as emoções e mais a corrida na esteira hedônica nos deixam totalmente atordoados, confusos e ansiosos.

Temos que encontrar o equilíbrio e o senso de prioridade.

O desenvolvimento da flexibilidade e da transigência é fundamental para crescermos como indivíduos.

Gostamos de nos meter na vida dos outros, e damos muita importância às coisas alheias, descuidando do próprio crescimento. Aí reside uma debilidade do senso de proporção.

Não desanime, acontece com todo mundo.

Eu aprendi um pouco olhando o meu passado recente, constatando que dava importância desproporcional às coisas que hoje não prendem mais a minha atenção e nem é objeto de tanta preocupação.

Materialismo:

Damos muita importância às coisas materiais.

Damos muita importância à aparência física e o status social.

À medida que ganhamos serenidade, o senso de proporção nos chega com mais facilidade.

Podemos não sabe quanto vamos evoluir, mas podemos facilmente constatar o quanto já caminhamos, o quanto já melhoramos.

Queremos uma vida muito regrada, e gostamos das etapas muito definidas, e damos muita importância a isso. Aprendemos no entanto, que o caminho se faz ao caminhar, e muita coisa não segue a nossa vontade.

Rubens Sakay (Beco)

2 Comentários

Eli Lima.

about 6 anos ago

Gostei muito! Obrigada pela contribuição. Fique bem.

Responder

pedro

about 4 anos ago

mexeu muito com os meu sentimentos e fiquei mais tranquilo a respeito da proporção

Responder

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta