O fracasso da imobilização.

Temos que vencer a inanição, a imobilização, a paralisação diante das adversidades.

Podemos ficar perplexos com as barreiras que aparecem na nossa frente, mas não devemos nos amedrontar nem nos acovardar.

Temos que enfrentar as dificuldades de cabeça erguida, pois o maior fracasso é não fazer nada, ficar imobilizado.

Algum caminho, alguma solução tem que aparecer na nossa mente.

Muita confusão:

Se a confusão é demais, e a mente não consegue focalizar a solução, temos que buscar a serenidade, a calma e pedir pela iluminação para que o caminho que temos que trilhar seja aclarado.

Temos muitas dúvidas, especialmente quando nos defrontamos com os problemas. Mesmo os pequenos colocam em cheque as nossas convicções e nos trazem uma insegurança.

Não devemos ter medo. Não há problema sem solução, e um pouco de paciência consigo mesmo, um pouco mais de tempo e tudo vai ficar mais claro.

Um dia de cada vez, resolvendo aquilo que tem que ser resolvido hoje, podemos seguir com serenidade o nosso caminho, mesmo que acidentado.

Ninguém disse que seria fácil, e nós também não queremos que seja uma estrada pavimentada, sem curvas e nem lombadas.

Surpresas agradáveis:

A vida é alegre e nos traz bem-estar e felicidade porque lutamos e prosperamos, mas temos surpresas agradáveis, damos conta do nosso crescimento ao passo que damos nossas cabeçadas.

Quem lutou contra a maré para conseguir o que conseguiu. E aquele que não esmoreceu diante da ventania, mesmo vendo os seus bens serem levados sem piedade, sabe que valeu a pena, e as lições foram aprendidas.

Quem tentou e conseguiu sabe o valor da ação, da determinação e força de vontade.

Não devemos em nenhum momento se deixar derrotar pelas dificuldades.

Pedir ajuda é um ato de coragem. Orar e pedir pela iluminação, são atos de humildade, e procurar ajuda profissional quando for o caso, faz sentido e é um sinal de inteligência.

Entre a paralização estupefata, prefira sempre uma pequena, modesta e determinada ação.

R.S. Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Please be polite. We appreciate that.
Your email address will not be published and required fields are marked