O elevador da felicidade está desligado.

Pensamos em tomar um atalho, um elevador expresso que nos conduza à felicidade, mas isso não existe.

Aliás, o elevador da felicidade está desligado, e você vai ter que utilizar as escadas, um passo de cada vez.

Não há um atalho para a felicidade, temos que tomar o percurso longo, e isto exige paciência e determinação.

Não estamos felizes o tempo todo, e há mesmo momentos de profundo desânimo, mas temos que ter em conta que isso também vai passar.

Pequenos progressos:

O caminho longo nos ensina a comemorar pequenos progressos, avanços quase imperceptíveis.

Um passo de cada vez, mesmo que pequeno, nos dá a fina percepção da nossa capacidade, e aprendemos que damos conta das adversidades, e que podemos aprender com cada dificuldade a nós oferecida.

A diligência, perseverança e força de vontade são aprimoradas, à medida que nos obrigamos a seguir caminhando, todos os dias, um passo de cada vez.

Não vamos desistir só porque o trajeto é longo.

Não devemos desanimar com as recompensas miúdas e minguadas.

Com o tempo, nos sentimos serenos, fortalecidos e confiantes de que o resultado final pode ser animador.

O estresse e a ansiedade para ver os resultados de curto prazo dão lugar à paciência com tudo, com todos, e especialmente consigo mesmo.

Não sou Deus:

Não somos o Todo Poderoso que pode tudo, mas tampouco somos impotentes diante das adversidades.

A escada do crescimento pessoal e da felicidade é panorâmica, nos damos conta disso logo nos primeiros degraus vencidos. À medida que galgamos, a visão se torna mais clara, o horizonte mais largo, e o futuro menos amedrontador.

Não há formula mágica, e nem é preciso ser talentoso para se engajar na transformação que vai ocorrer de dentro para fora.

Tomar o caminho da escada é uma escolha, e a alternativa não é animadora.

Podemos ficar sentados acreditando que o elevador vai operar algum dia, e com isso ver a vida passar sem que um único passo concreto tenha sido executado na direção do crescimento pessoal.

R.S. Beco

2 Comentários

Ricardo Freitas da Silva

about 4 anos ago

Obrigado mestre

Responder

Jovita Capitão

about 4 anos ago

Olá, costumo passar aqui de quando em vez e preciso dizer-lhe que gosto bastante daquilo que escreve. Hoje senti-me tentada a comentar. Obrigada pelo seu texto. Um passo de cada vez, é mesmo a solução! Continue o seu bom trabalho. Bem haja! Jovita Capitão.

Responder

Deixe seu comentário

Please be polite. We appreciate that.
Your email address will not be published and required fields are marked