O coração aquecido

O coração aquecido

Mantenha o seu coração aquecido, livre da maldade, da inveja e da ganância, e alimentado pelo perdão o amor e a generosidade.

O nosso cotidiano nos cobra muita objetividade, imparcialidade e cumprimento diligente das metas. O estresse que vem com tudo isso nos coloca um pouco fora do diapasão humano. Acabamos nos comportando como objetos, como robôs, e mais grave, acabamos tratando os outros como objetos.

Há muitos momentos em que a nossa mente é requisitada a ser fria, calculista e direta. Mas temos que evitar que isso venha carregado de arrogância, prepotência e distanciamento da própria alma.

Recebemos em troca:

Ao nos comportarmos com frieza, vamos receber o mesmo em troca Não é à toa que os estudos científicos mostram o dano à saúde para atendentes e comissárias de bordo. Isso porque elas lidam diariamente com muitas pessoas, e são solicitadas a agir segundo um protocolo educado e caloroso. O sorriso forçado e frio que se obrigam a portar grande parte do dia traz dano constatável à saúde dessas pessoas.

Por outro lado, quando nos relacionamos de coração, o efeito é benéfico para nós mesmos. Uma das constatações é o nível de ocitocina elevado na nossa corrente sanguínea e que consequentemente nos agracia com uma proteção à saúde em diversos aspectos.

Temos ainda que dar de si, sermos altruísta sem almejar nada em troca. Isso não significa doar o que não nos serve, coisas velhas e quebradas, mas dar o que nos é caro, dar o nosso tempo e os nossos ouvidos para quem precisa.

Muitas vezes, a ajuda se resume em dar o ombro amigo e ouvir sem questionar, julgar ou condenar.

Ter problemas e enfrentar dificuldades é algo que ninguém consegue se livrar. Devemos ajudar de coração, pois vamos querer a ajuda quando for a nossa hora.

Sempre que começo um novo ano, gosto de renovar os meus propósitos mais profundos. É hora de se desligar da pressão da carreira e do trabalho. Deixe de lado a busca material e procure se sintonizar com o coração.

Temos que manter sempre o calor que nos mantém vivos, amparados pela mão que nos acolhe e a luz que nos ilumina.

Rubens Sakay (Beco)

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Please be polite. We appreciate that.
Your email address will not be published and required fields are marked