O caráter se constrói no dia-a-dia.

Podemos achar que isso é um conselho para as crianças e jovens, mas temos que ficar vigilantes na construção do nosso caráter por toda vida.

Podemos facilmente desandar, tomar variantes e dar mal exemplos.

Não é preciso se tornar outra pessoa, mas devemos abandonar os defeitos que certamente nos levam à infelicidade.

A integridade, a honestidade e as virtudes devem ser cultivadas permanentemente.

Convivência:

Somos tentados a nos desviar, e no nosso cotidiano, inevitavelmente, temos que conviver com pessoas que trazem um certo nível de contaminação.

A inveja está por toda parte. A prepotência e a síndrome da perfeição acompanham algumas pessoas permanentemente. Não há como evitar, o mundo é assim, e não cabe a nos consertar. Mas devemos nos cuidar.

Temos que ficar vigilantes em nos tornar uma pessoa que admiramos, pela grandeza e não pela realeza.

Seja generoso, e faça diferença na vida das pessoas. Podemos até achar que ajudamos pouco, mas se estamos dispostos a ajudar, essa prontidão já é alguma coisa

Faça um plano:

Selecione as características em si próprio que julga necessário melhorar, e elabore um plano para fazer isso.

Estabeleça algumas metas no seu crescimento pessoal.

Pode ser difícil estabelecer um plano e uma meta para ser generoso, mas a disposição para refletir periodicamente sobre isso já vai te colocar na direção.

Trabalhar em si a intolerância é algo que vale à pena, não é difícil, e pode-se avançar um passo de cada vez.

Somos ansiosos, irritadiços e intolerantes com muita coisa na nossa vida. Escolha algo que você demonstra irritação e que acredita que pode melhorar. Toda vez que a irritação chegar, reflita como vencer essa batalha. Procure ser mais tolerante, e demonstre isso imediatamente.

Um exercício:

Se você não tolera uma pessoa, mas é obrigado a conviver com ela no trabalho, faça o exercício de enxergar alguma qualidade, alguma virtude nessa pessoa.

Mesmo que você não encontre, só o exercício já vai te fazer bem.

Tudo na vida pode ser treinado, e pode ser treinado progressivamente.

Exercite várias vezes, em várias situações, e o comportamento vai vir naturalmente, e no final isso já estará incorporado ao seu caráter.

Rubens Sakay (Beco)

1 Comentário

Marina

about 6 anos ago

Bom dia Beco! Tda vez q escrevo seu apelido, eu volto ao passado, ouço sua mãe, suas irmãs te chamando mas nao lembro de mim te chamando. Eu era mto quieta, quase muda, so ouvia...bons tempos aqueles e por felicidade posso compartilhar com vc essas lembranças. Lendo agora o artigo do dia nao deu pra ficar calada...amei! Boa semana!!

Responder

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta