O calor humano é fundamental

O calor humano é fundamental

Transmita calor humano nas mínimas interações, seja com o caixa do supermercado, nos corredores de um hospital, onde estiver, deixe que o seu lado humano e caloroso transpareça nas interações.

Dar bom dia.

Dizer obrigado.

Dar um sorriso.

Isso vai fazer bem aos outros, vai te fazer mais feliz e segundo a matéria da BBC, vai proteger o seu coração.

O artigo enfatiza a situação dos indivíduos que não têm um relacionamento próximo, um confidente, um parente ou amigo próximo, que, segundo estudos, estão mais sujeitos a problemas cardíacos.

“Eu acredito que podemos extrapolar isso para as múltiplas interações que fazemos no nosso dia-a-dia”.

Podemos nos relacionar de maneira protocolar, assim como passamos as compras no caixa do supermercado, levamos as roupas para a lavanderia, compramos pão e deixamos o carro para reparar.

É tanta coisa, que não nos preocupamos em dar um toque mais humano nas interações. Não é uma questão de ser mais educado ou cortes, mas sim de gastar um pouco do nosso estoque emocional.

Mesmo nas ocasiões meramente burocráticas, vá além da preocupação com a eficiência nas mensagens, transmita calor humano.

Estudos científicos demonstram que o calor humano é tão importante quanto o alimento para a nutrição do indivíduo.

No caso de bebês é ainda mais importante.

Inclusive para o ambiente de trabalho, são conhecidas receitas para torná-lo mais humano – veja o artigo da Business Week.

Recomenda o artigo:

-fale com alguém que você não conhece, dirija a palavra;

-evite a linguagem corporativa – o jargão – mesmo nos emails.

-inclua um cumprimento em todas as interações – inclusive nos emails.

-se ofereça para pegar um café e use a ocasião para descontrair.

-pergunta coisas pessoais – como foi o final de semana.

-se ninguém te apresentou ao grupo, tome a iniciativa e se apresente.

Rubens Sakay (Beco)

Botão da Felicidade

SE VOCÊ TIVESSE UM BOTÃO QUE BASTASSE ACIONAR PARA SER FELIZ, VOCÊ APERTARIA?

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta