O bom dia ruim.

Mesmo quando você achar que dia está ruim, faça um esforço para torná-lo um dia bom.

Sabe que muito disso está na nossa leitura e interpretação dos fatos.

Outro dia saí de uma reunião, e alguém me perguntou: como foi a reunião?

Eu respondi imediatamente: foi ruim – mas foi bom.

Sempre é possível ver o lado bom do que nos parece ruim.

Não há nada que seja totalmente ruim. Há sempre algo bom e aproveitável. Há sempre uma lição.

Uma boa dica, é parar o que está fazendo e deixar a mente vagar livremente, como que buscando algum gancho, alguma informação, uma imagem, uma voz, uma palavra, enfim, qualquer coisa que sirva como evidência, mesmo que pequena, de que coisas boas aconteceram nesse dia.

Me vem na memória, quando meus filhos eram pequenos e assistiam seguidamente os vídeos de Monty Python. Um deles dizia “olhe sempre para o lado bom da vida” – always look on the bright side of life. – quando as coisas estiverem ruim, saia assoviando e isso vai ajudar as coisas mudarem para melhor.

É uma questão de atitude, uma atitude positiva frente a vida.

As situações na vida e especialmente no trabalho nunca são fantásticas ou desastrosas. Gosto muito quando as pessoas trazem para a discussão os pontos fortes e fracos. As coisas que temos que festejar e outras tantas que temos que nos preocupar. Acho essa atitude muito construtiva e madura.

Por outro lado, a atitude negativa, que não consegue enxergar o lado bom das coisas, se constitui numa limitação séria para qualquer um.

A vida acaba virando sempre o beco sem saída, uma encruzilhada entre o ruim e o péssimo.

Como disse Willian James: “a maior descoberta da minha geração, é que os indivíduos podem alterar suas vidas simplesmente alterando suas atitudes.”

Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta