O autoconhecimento é um desafio.

Já tratei deste assunto ontem, mas coincidentemente Gretchen Rubin postou aspectos relacionados no mesmo dia, e não resisti voltar ao tema, citando a postagem da autora.

http://www.happiness-project.com/happiness_project/2011/09/recognize-your-tell.html

O autoconhecimento é um grande desafio, como diz Gretchen. Nada parece tão fácil e obvio e ao mesmo tempo tão difícil.

As mentiras que contamos e a inveja que sentimos contam muito de nós.

O mestre espiritual que escolhemos conta muito de nós, e cita ela que a escolha dela recaiu sobre Sta Therese of Lisieux, que aqui conhecemos como Santa Terezinha.

Gretchen comenta que quando ela está ansiosa e preocupada, recorre à leitura dos mesmos livros, e aprendeu que isso mostra muita de como ela é.

Mesmo os livros infantis que ela prefere, mostra nos personagens e nos heróis aquilo que as dicas para o autoconhecimento.

E quando esse conhecimento se consolida, as dicas e lances do cotidiano te mostram o caminho que deves seguir para buscar a serenidade, se acalmar e reduzir a ansiedade.

Gretchen preparou diversos vídeos sobre as coisas que ela escreve, e também para este assunto, tem um vídeo muito interessante- Ask yourself – Whom do I envy, what do I lie about.

http://www.happiness-project.com/happiness_project/2011/02/video-self-knowledge-ask-youself-whom-do-i-envy-what-do-i-lie-about.html

Comenta ela que os pensamentos negativos, como a inveja e a mentira, são flashes e sinais que não devemos ignorar, pois eles mostram alguma coisa que queremos esconder. E nem sempre estamos tentando esconder alguma coisa negativa.

No caso de Gretchen, ele percebeu que a despeito de ser advogada, invejava a vida dos escritores, e assim percebeu que deveria se tornar escritora, pois ali estava o seu coração.

Quando estou mentindo sobre alguma coisa, por outro lado, mostra algo que me desaponta, e que deveria fazer um esforço para mudar na minha vida.

Os lances negativos podem ser dicas para mudanças positivas.

Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta